As fontanelas  ou fontículos são espaços situados entre os ossos do crânio dos recém-nascidos e fetos. 

São vulgarmente chamados “mo­leiras“. 

Desaparecem quando se completa a ossificação dos ossos do crânio.

No crânio do feto e recém-nascido, onde a ossificação ainda é incompleta, a quantidade de tecido conjuntivo fibroso interposto é muito maior, explican­do a grande separação entre os ossos e uma maior mobilidade.

É isto que permite, no momento do parto, uma redução bastante apreciável do volume da cabe­ça fetal pelo “cavalgamento“, digamos assim, dos ossos do crânio. 

Esta redução de volume facilita a expulsão do feto para o meio exterior.

O bebê ainda não atingiu o desenvolvimento completo do seu crânio no momento do nascimento e as fontanelas permitem que o osso do crânio continue a crescer até chegar ao seu tamanho adulto.

Existem quatro tipos de fontanelas nos recém-nascidos:

 

Ântero-lateral (Esfenoidal);

 

Póstero-lateral (Mastoidea)

Essas duas primeiras são simétricas e se localizam de cada lado do crânio;

 

Posterior, que se fecha já no segundo mês de vida do recém-nascido;

 

Por fim, a fontanela Anterior, que se fecha mais tarde, por volta dos 18 meses.

Esta última é utilizada para avaliar a ocorrência de hipertensão craniana, bem como o estado de desidratação do bebê.

NETTER: Frank H. Netter Atlas De Anatomia Humana. 5 ed. Rio de Janeiro, Elsevier, 2011.
NETTER: Frank H. Netter Atlas De Anatomia Humana. 5 ed. Rio de Janeiro, Elsevier, 2011.

Referências Bibliográficas

BONTRAGER: Kenneth L.;  John P.  Manual Prático de Técnicas e Posicionamento Radiográfico. 8 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2015.

DRAKE, Richard L.; VOGL, A. Wayne; MITCHEL, Adam W. M.: Gray’s anatomia clínica para estudantes. 3 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2015.

HALL, John Edward; GUYTON, Arthur C. Guyton & Hall tratado de fisiologia médica. 13 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2017.

NETTER: Frank H. Netter Atlas De Anatomia Humana. 5 ed. Rio de Janeiro, Elsevier, 2011.

MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.

SOBOTTA: Sobotta J. Atlas de Anatomia Humana. 21 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000.

Gostou do conteúdo? Ajude-nos compartilhando em suas redes sociais.
Fechar Menu
Scroll Up