Os músculos do ombro estão associados a movimentos do membro superior.

Eles produzem a forma característica do ombro e podem ser divididos em dois grupos:

Intrínsecos – originam-se da escápula e / ou clavícula e fixam-se ao úmero.

Extrínsecos – originam-se do tronco e fixam-se aos ossos do ombro (clavícula, escápula ou úmero).

Músculos intrínsecos do ombro

Escapuloumerais

Os seis músculos escapuloumerais (deltoide, redondo maior, supraespinal, infraespinal, subescapular e redondo menor) são relativamente curtos que vão da escápula até o úmero, e atuam sobre a articulação do ombro.

Deltóide

Fixação proximal: 1/3 lateral da borda anterior
da clavícula, acrômio e espinha da escápula.

Fixação distal: Tuberosidade deltóidea – úmero.

Inervação: Nervo Axilar (C5 e C6).

Ação:

Parte clavicular (anterior): flete e roda medialmente o braço.

Parte acromial (média): abduz o braço.

Parte espinal (posterior): estende e roda lateralmente o braço.

deltoide
NETTER: Frank H. Netter Atlas De Anatomia Humana. 5 ed. Rio de Janeiro, Elsevier, 2011.

Manguito rotador

O adjetivo rotador poderia perfeitamente ser substituído por compressor, provavelmente o componente mais importante entre as suas múltiplas funções.
Seus tendões tornam-se confluentes entre si e a cápsula articular quando se aproximam de suas inserções.

 

Fazem parte do manguito rotador os seguintes músculos:

Supra-espinal
Infra-espinal
Redondo menor
Subescapular

 

Este grupo comprime a cabeça umeral contra a glenóide, aumentando a estabilidade, resistindo ao deslizamento e à translação da mesma (nos sentidos ântero-posterior e ínfero-superior), permitindo ainda alguma rotação em torno dos seus três maiores eixos (ântero-posterior, médio-lateral e diáfiso-umeral), isoladamente ou em conjunto.

https://teachmeanatomy.info/

Supra-espinhal

Fixação proximal: Fossa supra-espinal da escápula.

Fixação distal: Face superior do tubérculo maior do úmero.

Inervação: N. supra-escapular (C4, C5 e C6).

Ação: Inicia e ajuda o M. deltoide na abdução do braço e atua com os músculos do manguito rotador.

Infra-espinhal

Fixação proximal: Fossa infra-espinal da escápula.

Fixação distal: Face média do tubérculo maior do úmero.

Inervação: N. supra-escapular (C5, C6).

Ação: Roda lateralmente o braço e atua com os músculos do manguito rotador.

Redondo menor

Fixação proximal: Parte média da margem lateral da escápula.

Fixação distal: Face inferior do tubérculo maior do úmero.

Inervação: N. axilar (C5, C6).

Ação: Roda lateralmente o braço e atua com os músculos do manguito rotador.

Redondo maior

Fixação proximal: Face posterior do ângulo inferior da
escápula.

Fixação distal: Lábio medial do sulco intertubercular do
úmero.

Inervação: N. subescapular inferior (C5, C6).

Ação: Aduz e roda medialmente o braço.

Subescapular

Fixação proximal: Fossa subescapular.

Fixação distal: Tubérculo menor.

Inervação: Nn. subescapulares superior e inferior (C5, C6, C7).

Ação: Roda medialmente o braço. Como parte do manguito rotador, ajuda a manter a cabeça do úmero na cavidade glenoidal.

NETTER: Frank H. Netter Atlas De Anatomia Humana. 5 ed. Rio de Janeiro, Elsevier, 2011.
NETTER: Frank H. Netter Atlas De Anatomia Humana. 5 ed. Rio de Janeiro, Elsevier, 2011.
NETTER: Frank H. Netter Atlas De Anatomia Humana. 5 ed. Rio de Janeiro, Elsevier, 2011.

Músculos extrínsecos do ombro

toracoapendiculares posteriores superficiais

Trapézio

Fixação proximal: Terço medial da linha nucal superior; protuberância occipital externa; ligamento nucal; processos espinhosos das vértebras C7 a T12.

Fixação distal: Terço lateral da clavícula; acrômio e espinha da escápula.

Inervação: Nervo acessório (XI par de n. craniano – fibras motoras) e nervos espinais C3, C4 (fibras de dor e proprioceptivas).

Ação:

A parte descendente eleva;
A parte ascendente deprime;
(as partes descendente e ascendente atuam juntas para girar a cavidade glenoidal superiormente).
E a parte transversa (ou todas as partes juntas) retrai a escápula.
Trapezius_Gray409

Latíssimo do dorso

Fixação proximal: Processos espinhosos das 6 vértebras
torácicas inferiores, fáscia toracolombar, crista ilíaca, e 3 ou 4 costelas inferiores.

Fixação distal: Assoalho do sulco intertubercular.

Inervação: Nervo Toracodorsal (C6, C7 e C8).

Ação: Estende, aduz e gira medialmente o úmero; eleva o corpo em direção aos braços durante a escalada.

toracoapendiculares posteriores profundos

Levantador da escápula

Fixação proximal: Tubérculos posteriores dos processos transversos das vértebras, C1 a C4.

Fixação distal: Margem medial da escápula superiormente à raiz da espinha da escápula.

Inervação: Nn. dorsal da escápula (C4, C5) e cervical (C3, C4).

Ação: Eleva a escápula e gira sua cavidade glenoidal inferiormente por meio de rotação da escápula

Rombóide maior

Fixação proximal: ligamento nucal, processos espinhosos das vértebras C7 e T1.

Fixação distal: área triangular uniforme na extremidade
medial da espinha da escápula.

Inervação: Nervo dorsal da escápula (C4 e C5).

Ação: Retrae a escápula e gira a cavidade glenoidal inferiormente; fixa a escápula à parede torácica.

Rombóide menor

Fixação proximal: processos espinhosos das vértebras T 2 a T5.

Fixação distal: margem medial da escápula a partir do nível da espinha até o ângulo inferior.

Inervação: Nervo dorsal da escápula (C4 e C5).

Ação: Retrae a escápula e gira a cavidade glenoidal inferiormente; fixa a escápula à parede torácica.

Referências Bibliográficas

BONTRAGER: Kenneth L.;  John P.  Manual Prático de Técnicas e Posicionamento Radiográfico. 8 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2015.

DRAKE, Richard L.; VOGL, A. Wayne; MITCHEL, Adam W. M.: Gray’s anatomia clínica para estudantes. 3 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2015.

HALL, John Edward; GUYTON, Arthur C. Guyton & Hall tratado de fisiologia médica. 13 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2017.

NETTER: Frank H. Netter Atlas De Anatomia Humana. 5 ed. Rio de Janeiro, Elsevier, 2011.

MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.

SOBOTTA: Sobotta J. Atlas de Anatomia Humana. 21 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000.

Gostou do conteúdo? Ajude-nos compartilhando em suas redes sociais.
Fechar Menu
Scroll Up