Para acomodar o feto durante toda gestação, a pelve feminina é mais larga do que nos homens; a pelve tem fundamental importância na proteção dos órgãos localizados na cavidade pélvica, também atua como ponto de fixação para os músculos do períneo e dos membros inferiores.

Servindo para sustentar o tronco e promover uma área para inserção das extremidades inferiores, atuando na transferência de peso para os membros inferiores; a diferença de tamanho entre pelve masculina e feminina, também é uma característica útil na determinação do sexo em ossadas e fósseis humanos.

Figuras A e B com bebês em situação longitudinal, pois o maior eixo do feto coincide com o maior eixo materno.

Na figura A a apresentação é cefálica, pois a cabeça irá nascer primeiro.

Na figura B a apresentação é pélvica, pois as nádegas irão nascer primeiro.

Na figura C a situação é transversal, pois o feto está “atravessado”.

A abertura superior da pelve humana pode ter até 4 formas:

Ginecóide: Arredondada, mais favorável ao parto. É a mais comum entre as mulheres.

Andróide: Forma de coração. É a mais comum entre os homens.

Antropóide: Alongada.

Platipelóide: Achatada

Referências Bibliográficas

BONTRAGER: Kenneth L.;  John P.  Manual Prático de Técnicas e Posicionamento Radiográfico. 8 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2015.

DRAKE, Richard L.; VOGL, A. Wayne; MITCHEL, Adam W. M.: Gray’s anatomia clínica para estudantes. 3 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2015.

HALL, John Edward; GUYTON, Arthur C. Guyton & Hall tratado de fisiologia médica. 13 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2017.

NETTER: Frank H. Netter Atlas De Anatomia Humana. 5 ed. Rio de Janeiro, Elsevier, 2011.

MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.

SOBOTTA: Sobotta J. Atlas de Anatomia Humana. 21 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000.

Gostou do conteúdo? Ajude-nos compartilhando em suas redes sociais.
Fechar Menu
Scroll Up